quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Kalevi

.

Kalevi é um nome masculino finlandês. Quando coloquei esse nome na fila dos rascunhos para o Blog, imaginei que fosse uma variante de Caleb em outra língua, mas visivelmente me enganei.

Na verdade, Kalevi é a variante de Kaleva, nome do ancestral mitológico dos finlandeses, que é de significado desconhecido. Kaleva e seus filhos são figuras heroicas importantes na mitologia da Estónia, Finlândia e Carélia.

O nome aparece no épico finlandês “Kalevala”, que significa “a terra de Kalevi”. Em estoniano a variante é Kalev.

No Brasil, não há dados sobre o nome Kalev ou Kalevi no IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), e nem menciona-se esse nome nas listas da Arpen/SP; Isso significa que é um nome raro, interessante, moderno e que pode ser uma interessante alternativa à Kaleb.

Kalevi Keskstaadion é um estádio multi-uso localizado na cidade de Tallinn, Estónia. Atualmente o estádio é utilizado em partidas de futebol do Kalev Tallinn.


Kalevi Kull é um biólogo estoniano. Foi um eminente bi semiologista, professor da Universidade de Tartu, Estônia.




.

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Cipriana

.


Cipriana é a forma feminina de Cyprianus, usada, embora raramente, em italiano, romeno, português e espanhol.

É um nome masculino, e deriva do sobrenome (ou nome de família) romano Cyprianus, que significa “do Chipre”, em latim, sendo o Chipre uma ilha. Há um São Cipriano famoso, que foi um bispo de Cartago no século 3, um mártir pelas mãos do imperador Valeriano.

Assim como Cipriano, Cipriana é um nome de origem étnica, no que se referem à quem nasce ou vem da ilha do Chipre. Em parte pode estar também ligado à Cypris ou Cipride, um epiteto da deusa grega Afrodite, anteriormente muito venerada na ilha. É um nome de origem cristã que se espalhou graças à adoração de vários santos assim chamados.

Cipriana é um nome que acabou involuntariamente sendo associado à prática da bruxaria, por causa do Livro de São Cipriano, que é metade branco e metade negro, segundo a crença popular. Por isso poderia ser catalogado na nossa classificação de “nomes de bruxas”.

No Brasil, há 647 pessoas chamadas Cipriana, segundo IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010). O estado de maior frequência é o Piauí, e a década de maior número de nascimentos é 1940.






.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Emanuela

.


Emanuela é um nome feminino, usado principalmente em italiano e romeno, mas disseminado em outros países de línguas de matriz latina.

Embora a associação religiosa seja maior com o nome masculino Emanuel, a versão feminina também tem um pouquinho da característica sagrada do nome. Felizmente, ele é religioso sim, com um significado carregado de simbolismo cristão, mas não tem uma carga pesada.

Portanto, sendo Emanuela uma das formas femininas de Emanual, ele origina-se a partir do nome hebraico עִמָּנוּאֵל (Immanu'el) que significa "Deus está conosco". Este era o nome predito do Messias no Antigo Testamento. É também um nome profético citado em Mateus 1:23 ("E ele será chamado Emmanuel, que quer dizer, Deus conosco") para se referir a Jesus, o Cristo, por este ter cumprido dezenas de profecias que anunciavam a vinda do Messias, segundo traduções cristãs da Bíblia Hebraica, por estes chamadas de Antigo Testamento.

Dentre as traduções, há uma muito conhecida do profeta Isaías, que diz: "Portanto o mesmo senhor vos dará um sinal: Eis que a moça conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emmanuel" (Isaías 7:14). O nome tem sido usado na Inglaterra desde o século 16 na grafias Emmanuel e Emanuel, embora não tenha sido generalizado. O nome tem sido mais comum na Europa continental, especialmente em Espanha e Portugal (nas grafias Manuel e Manoel).

Como variantes temos Manuela (português), Emanuelle (francês), Manuela, Manu (alemão), Manoela (português brasileiro), Manola, Manuelita (espanhol).

Na Itália, Emanuela é o 119º nome feminino mais usado, de acordo com o último ranking divulgado, do ano de 2014. Porém, já foi bem mais popular por lá, uma vez que em 1999 esteve na 62ª posição.

No Brasil, há 19.738 pessoas chamadas Emanuela, segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), exatamente nessa grafia, sendo que isso faz dele o 590º nome feminino mais usado no país no período da pesquisa. O estado de maior frequência é o Ceará, e ele teve dois picos de registros, um em 1980 e outro em 2000.

Na lista da Arpen/SP de 2015, consta que no estado paulista foram registradas 221 meninas chamadas Emanuela.

Referências:

Emanuela Audisio, jornalista e escritora italiana;
Emanuela Aureli, imitadora, atriz e pintora italiana;
Emanuela Baio Dossi, jornalista e política italiana;
Emanuela Baroni, dubladora italiana;
Emanuela Capponi, jogadora de futebol italiana;
Emanuela Cortesi, cantora italiana;
Emanuela Damasio, dubladora italiana;
Emanuela D'Amico, dubladora italiana;
Emanuela Da Ros, jornalista, conferencista e escritora italiana;
Emanuela de Paula, supermodelo brasileira;
Emanuela Sickles, jornalista e apresentadora de rádio italiana;
Emanuela Fallini, atriz italiana e dubladora;
Emanuela Felici, atiradora de San Marino;
Emanuela Folliero, apresentadora de TV e atriz italiana;
Emanuela Gabella, penta atleta italiano;
Emanuela Galliussi, atriz italiana;
Emanuela Garuccio, atriz italiana;
Emanuela Grimalda, atriz italiana;
Emanuela Gubinelli, cantora italiana;
Emanuela Maccarani, ginasta e treinadora da ginástica italiana;
Emanuela Martini, crítica de cinema italiana;
Emanuela Pacotto, dubladora e atriz italiana;
Emanuela Panatta, atriz de teatro italiana e dançarina;
Emanuela Pantani, boxeadora italiana;
Emanuela Pierantozzi, judoca italiana;
Emanuela Ramon, jogadora de basquete italiano;
Emanuela Rossi, dubladora e atriz italiana;
Emanuela Salopek, jogadora de basquete croata;
Emanuela Savio, professora e política italiana;
Emanuela Setti Carraro, enfermeira italiana;
Emanuela Tittocchia, atriz e apresentadora de televisão italiana;
Emanuela Trane, nome verdadeiro de Dolcenera, cantora e compositora, música e atriz italiana;
Emanuela Viola, nadadora italiana;





.

domingo, 14 de janeiro de 2018

Laima

.

Laima é um nome feminino de origem na mitologia lituana, letã e báltica. Significa "sorte" em letão e lituano. Laima era o nome da deusa letã e lituana do destino e da sorte, da gravidez e do parto. Ela era irmã das deusas Dekla e Karta, que também estavam associadas ao destino. Laima é associada em parte, por suas funções, com a deusa hindu Lakshmi.

Junto com suas irmãs, Laima forma a trindade do destino, similar as nórdicas Nornas, as gregas Moirai e as romanas Parcas. Em lituano, esse nome tem um diminutivo que é Laimute;

Há apenas 32 “sortudas” no Brasil, segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010). Como são poucas, não há gráficos sobre a década de nascimento e taxas de frequência.

Como das três, é Laima que dá a decisão final sobre o destino de um indivíduo, é consideravelmente mais popular. Na mitologia lituana, Laima é confundida com a deusa da boa fortuna, Laumé. Outras deidades relacionadas são Dalia (deusa dos fatos) e Giltiné (deusa da morte).

Laima foi mencionada pela primeira vez em fontes escritas por Wilhelm Martini como Laimalea, no prologo de uma coletânea de músicas lituanas. A árvore sagrada de Laima é a linden.

Como é um nome raríssimo em nossa cultura ocidental, não encontrei referências reais do nome Laima nos meios usuais de pesquisa. De qualquer maneira, é um nome com potencial a ser observado: Laima tem 5 letras, como a maioria dos nomes femininos que estão populares hoje no Brasil, é delicado, tem sonoridade boa e não é estranho ou áspero.

Acredito que envelhece bem com a criança, adaptando-se bem para um bebê tanto quanto para um adulto. Em sua grafia original, Laima não tem acento, mas eu prefiro pronuncia-lo como se tivesse: Laíma. Não é uma má ideia usar o acento para destacar a pronúncia favorita, afinal, sem a acentuação pode ser que alguém chame-a de Láima.

Laima fica bem em compostos, como primeiro e segundo nome. Seu significado também é muito interessante, já que qual pai ou mãe não quer ligar seu filho à boa sorte? Assim como também a conexão mitológica é muito especial.

Assim, Laima é um nome novinho em folha que você pode usar sem medo de parecer "out", e ao mesmo tempo, confere beleza e originalidade. 



.

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Dagny

.

Dagny é um nome do gênero feminino, usado em sueco, norueguês e dinamarquês. Vem do antigo nome nórdico Dangý, que foi derivado dos elementos dagr (dia) e ny (novo), um significado muito bonito e poético, “dia novo”.

Esse nome esteve no ranking dos Estados Unidos apenas uma vez desde 1880, quando começou a ser divulgado. Isso foi no ano de 1901, e mesmo assim na 918ª posição.

Conheci esse nome no livro “A Revolta de Atlas” (Atlas Shrugged ou “Quem é John Galt”) de Ayn Rand, onde a personagem Dagny Taggart, vice-presidente operacional da Taggart Transcontinental, uma empresa ferroviária criada pelo avô, tenta manter a empresa viva. 

Não há registros de Dagny no IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), mas há 334 pessoas chamadas Dagna, e elas estão mais concentradas em Goiás, e nasceram em maioria nos anos 80. Já a grafia Dagne tem 31 pessoas.

Também não há nenhum registro nas listas da Arpen/SP. Ou seja, Dagny não só é um nome raríssimo no Brasil como praticamente não existe.

Algumas referências:

Dagny Norvoll Sandvik, é uma musicista norueguesa;
Dagný Brynjarsdóttir, jogadora de futebol islandesa;
Dagny Hald, ceramista e ilustradora norueguesa;
Dagny Haraldsen, mãe da Rainha Sonja da Noruega;
Dagny Hultgreen, personalidade de TV americana da nacionalidade norueguesa;
Dagny Jørgensen, esquiadora alpino norueguesa;
Dagny Johnson, ativista ambientalista americana na Flórida;
Dagny Juel, escritora norueguesa;
Dagny Knutson, nadadora americana de origem norueguesa;
Dagny Lind, atriz de cinema sueca;
Dagny Mellgren, futebolista norueguesa;
Dagný Skúladóttir, jogadora de handebol islandesa;
Dagny Tande Lid, pintora, ilustradora e poeta norueguesa;

Dagny, filha de Ørnulv, personagem ficcional em The Vikings of Helgeland;





.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Igraine

.


Igraine é um nome de significado desconhecido, derivado de Igerna, a forma latinizada do nome galês Eigyr. Em versões da lenda arturiana, Igraine é a mãe do Rei Arthur, com Uther Pendragon e mãe de Morgana le Fay, com Gorlois. A forma galesa Eigyr ou Eigr foi proferida em latim como Igerna pelo cronista do século 12, Geoffrey de Monmouth.

Nas crônicas reescritas de Marion Zimer Bradley, Viviane menciona que o nome original de Igraine é “Gráinne”. Igraine é, para muitos, a personagem feminina favorita das lendas arturianas, e certamente foi uma referência à ela todos os nascimentos de meninas com esse nome.

Uma das versões sobre a personagem nos diz o seguinte:

Igraine, personagem do ciclo arturiano, era a esposa de Gorlois, o Duque da Cornualha. Igraine, irmã de Viviane, a Dama do Lago, deu à luz Morgana quando era esposa de Gorlois. Três anos depois, sua irmã Viviane e Merlim lhe incubiram de gerar o Grande Rei que unificaria as duas Bretanhas, com Uther. 

Uther Pendragon, apaixonou-se por Igraine e graças à feitiçaria de Merlin conseguiu assumir a forma de Gorlois e possuir sua esposa. Na noite em que Uther chegara disfarçado a Tintagel, soldados de Gorlois levaram o corpo deste, revelando que quem chegara anteriormente era Uther, que casou-se com Igraine no outro dia. Desta união nasceu Rei Artur, ou Gwydion, o Grande Rei.

Já nas versões de Bernard Cornwell, Arthur não é filho de Uther e sim, sobrinho, sendo o filho de Uther o jovem e mau caráter Mordred.


No Brasil, apenas 43 pessoas se chamam Igraine, e a maioria delas nasceu nos anos 1990, conforme o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010). 





.

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Nélida

.


Nélida é um nome feminino de uso em espanhol, usado raramente em português, oriundo da literatura. Foi criado pela autora francesa Marie d’Agoult para seu romance semi-autobiográfico “Nélida”, escrito sob o pseudônimo de Daniel Stern. Nélida foi pensado, provavelmente, como um anagrama do seu pseudônimo Daniel.

Assim, Nélida é um nome literário, vindo diretamente dos livros para o mundo real. Embora nessas alturas já tenha pouca relação, é preciso dizer que Daniel é um nome hebraico cujo significado é “Deus é meu juiz”.

Na lista da Arpen/SP de 2016, uma pequena Nelyda foi registrada, porém, sua grafia alterada pelo uso do “y”.

Em termos de Brasil, Nélida é o nome de 1.229 pessoas, segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010). A maioria delas nasceu nos anos 60, e a maior frequência fica por conta do Mato Grosso do Sul.

Referências:

Nélida Bilbao, atriz argentina;
Nelida Lobato, bailarina, atriz, modelo e vedete argentina;
Nelida Tirado, dançarina de flamenco americana.
Nélida Cuíñas Piñón, uma escritora brasileira, e imortal da Academia Brasileira de Letras, a qual já presidiu;
Nelida Milani, que em algumas publicações também usar o nome de casada Nelida Milani Kruljac é um escritora e linguista da minoria italiana na Croácia.
Nélida Sara Troncoso foi uma botânica argentina.





.