sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Odessa

.

Odessa é um nome do gênero feminino, que pode ser colocado na categoria de nomes geográficos, pois trata-se de uma cidade ucraniana que fica na costa norte do Mar Negro. Este nome também pode ser usado como sendo uma forma feminina de Odisseu. Em outras línguas, temos também a versão Ulyssa (inglês).

Como conectado ao nome Odisseu, não é muito agradável quanto ao significado: possivelmente ele derive do grego οδυσσομαι (odyssomai), que significa “ódio”. Na lenda, Odisseu foi um dos heróis gregos que lutaram na Guerra de Tróia. Na Odisseia, Homero relata as desventuras de Odisseu, em seu caminho de volta ao seu reino e sua esposa Penélope.

Nos Estados Unidos, esse nome esteve presente no ranking durante muito tempo. Para ser exata, desde 1880 Odessa consta na lista de 1000 nomes mais usados para meninas, mas deixou de aparecer no ano de 1956, sugerindo então, que entre americanos, este é um nome associado à uma determinada época.

Odessa é um nome bastante mítico. Por alguma razão, lembra o nome de uma sereia ou uma deusa. Realmente há algo de muito etéreo nele. Além disso, a ligação com o nome Odisseu lembra a mitologia grega.

No IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), há apenas 73 pessoas chamadas Odessa. Na lista atual da Arpen/SP não consta nenhum registro de Odessa. Hoje em dia, ele é bem pouco popular, mas não deixa de ser um nome familiar. É parecido com Vanessa, Andressa ou Alessa, nomes que temos visto com relativa frequência.

No Brasil, há um município brasileiro chamado Nova Odessa. Nos Estados Unidos, há pelo menos seis cidades chamadas Odessa:

Odessa (Delaware)
Odessa (Flórida)
Odessa (Minnesota)
Odessa (Missouri)
Odessa (Texas)
Odessa (Washington)

Odessa também é um álbum da banda Bee Gees.




.


quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Nayeli

.


Nayeli é um nome feminino nativo americano, do povo Zapoteca, que significa “Eu te amo”, na linguagem desse povo. Os zapotecas são um povo nativo do sul do México que, a partir do século IV, ocupou a região do México situada entre o istmo de Tehuantepec e Acapulco.

Nos Estados Unidos, Nayeli entrou no ranking dos nomes femininos no ano de 1993, na 983ª posição, foi subindo por todos os anos seguintes, mas no ano de 2015 voltou a cair, ficando na 457ª posição.

No Brasil, Nayeli nunca foi registrado antes dos anos 90, segundo o IBGE. Os 185 registros que há na ferramenta Nomes no Brasil (baseada no Censo 2010), aconteceram de 1990 a 2010. A maioria delas nasceu no Paraná.

Esse nome é conhecido aqui no Brasil, embora nem sempre nessa grafia. Outras grafias como Naieli, Nayely, Nayelle, etc. também possuem registros. Nayeli foi registrado 8 vezes no estado de São Paulo, no ano de 2015, segundo a Arpen/SP.

É um nome muito bonito, embora aqui no Brasil arrisque-se a ser escrito com o abominável –lly, e acabe igualado as inúmeras invenções com a mesma terminação. O significado do nome é adorável e encantador, e tendo ainda um fundo da cultura nativa americana, seria uma escolha interessante para quem tem conexões com essas culturas.


Uma referência é Nayeli Rangel, jogadora de futebol feminino que joga na seleção mexicana de futebol, além de Nayeli Nesme, uma cantora, compositora e maestra mexicana.



.

sábado, 11 de novembro de 2017

Iraúna

.

Recentemente, a modelo Candice Swanepoel deu à luz ao seu primeiro filho, chamado Anacã. Ela é sul-africana, mas o bebê é fruto do relacionamento com o modelo brasileiro Hermann Nicoli. Anacã é o nome de uma ave da região amazônica, por isso a inspiração para esse post. Se Anacã pode virar nome próprio, por que Iraúna não pode?

Iraúna também é o nome de um pássaro: A Iraúna-grande, cujo nome científico Scaphidura oryzivora, é uma ave campestre, que ocorre do México à Bolívia, na Argentina e grande parte do Brasil, especialmente no Nordeste, onde é mais conhecida por graúna.

Iraúna ou graúna são duas formas diferentes de como o tupi foi entendido pelo branco, uma vez que vem do mesmo termo, “uIraúna” em nheengatu, ou gûyrauna, em tupi, que significam “pássaro preto”, através da junção do substantivo uirá/gûyrá (pássaro) e o adjetivo [pix]una/[s]un[a] (preto).

É uma ave muito bonita, de grande porte, medindo até 35 cm de comprimento, com plumagem negra brilhante, penas do pescoço alongada formando uma gola, bico negro, íris castanha, verde ou esbranquiçada e cauda comprida. Seu canto é encantador, vibrante, e nas manhãs ou tardes de inverno, se torna mais intenso.

É conhecida pela referência feita pelo escritor cearense José de Alencar, em Iracema, no qual ele diz que a cor dos cabelos da índia é “negra como a asa da graúna”. O cartunista Henfil também deu fama ao pássaro através de um dos seus personagens, a Graúna. No estado de São Paulo, infelizmente, esse pássaro está extinto.

Logicamente, graúna não é um nome que se encaixe muito em um ser humano – embora eu não consiga diferenciar muito de Anacã – mas Iraúna me parece muito adequado. Além de ser parecido com Iracema, ter a terminação de um nome irlandês que eu gosto muito, “Una”, forma uma opção atraente para quem quer inovar completamente.


Não há nenhuma informação sobre registros de Iraúna no Brasil, portanto, quem escolhesse esse nome seria protagonista com certeza de uma grande originalidade. 




.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Cristóvam & Cristóvan

.
Essa grafia, originalmente, não existe. Mas isso não impede que haja muitas pessoas no Brasil assim chamadas, incluindo seu portador mais famoso, o Senador Cristovam Buarque, que já concorreu à Presidência da República pelo PDT.

Na verdade, a variante espanhola é Cristóbal e a portuguesa é Cristóvão, e Cristovan/m surgiu de um meio termo entre as duas versões, provavelmente influenciado por Esteban ou Sebastian e outros nomes com essa terminação com ares espanhóis.

Deste modo, há 1.070 pessoas chamadas Cristóvan no Brasil, segundo dados do IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), e mais 1.315 pessoas chamadas Cristóvam. No primeiro caso, o destaque é o Mato Grosso do Sul, e no segundo caso, é Distrito Federal. Em ambos, a maioria dos nascimentos se deu nos anos 60.

Apesar de ser um nome adaptado com uma grafia que literalmente não existe em nenhum outro lugar do mundo, ainda assim, Cristóvan/m não é dos piores nomes. Ele é bem apresentável, para quem não gosta do –bal na terminação espanhola e do –ão na terminação portuguesa.

Cristóvão é a forma portuguesa do nome Christopher, originado a partir do nome grego Χριστοφορος (Christophoros), que significa "aquele que leva Cristo/ aquele que carrega Cristo", derivado de Χριστος (Christos), combinada com φερω (phero) "a suportar, para realizar". Os primeiros cristãos usaram o nome em sentido metafórico, querendo dizer que levavam Cristo nos seus corações.

Na Idade Média, as interpretações literais da etimologia do nome acabaram levando a lendas sobre um São Cristóvão, que carregou o jovem Jesus através de um rio. Ele chegou a ser considerado como o santo padroeiro dos viajantes.

Outros idiomas: Hristofor, Hristo (búlgaro), Kristofor, Krsto (croata), Krystof (Checo), Kristoffer, Christoffer, Kris (dinamarquês), Christoffel (holandês), Christopher, Chip, Chris, Kit, Kris, Kristopher, Topher ( Inglês), Kristoffer, Risto (finlandês), Christophe (francês), Christoph (alemão), Christoforos (grego), Kristóf (húngaro), Christie, Christy (irlandês), Cristoforo (italiano), Cristóvão (Final grego), Christophorus ( Late Roman), Kristaps (letão), Kristupas (lituano), Hristofor, Hristo, Risto (macedônio), Kristoffer, Christoffer (norueguês), Krzysztof, Krzys, Krzysiek (polonês), Christie, Christy, Kester (escocês), Krištof ( Eslovaca), Krištof (esloveno), Cristóbal (espanhol), Kristoffer, Christoffer (sueco), Christos (Teologia).

Além do Senador da República Cristovam Buarque (cujo avô se chamava Cristóvão, segundo consta), existiu ainda Cristovam Pavia, ou Cristóvam Pavia, pseudónimo de Francisco António Lahmeyer Flores Bugalho, um poeta português, filho do também poeta Francisco Bugalho. Além do pseudônimo Cristovam Pavia, ele assinou composições com outros pseudônimos.




.


quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Monserrat

.
Monserrat é um nome feminino, uma das possíveis grafias de Montserrat, usada principalmente entre catalães. O apelido comum é Montse.

Monserrat é popular no Chile, estando na 26ª colocação no último ranking divulgado (2014). Também está no 42º lugar no ranking mais recente do México, e nos Estados Unidos, encontra-se no 765º lugar, provavelmente pela imigração hispânica no território americano.

O nome Montserrat vem do nome de uma montanha perto de Barcelona, o local onde foi fundado um mosteiro no século X. A montanha recebe seu nome do latim “mons serratus”, com significado “montanha irregular”.

Logicamente, o nome acabou se espalhando por razões devocionais, ou seja, o mosteiro da montanha de Montserrat é local de veneração da Virgem de Montserrat, um título da Virgem Maria, padroeira da Catalunha.

Etimologicamente, "Montserrat" vem do serratus do latim mons, "montanha serrilhada" [1]; é, pois, o mesmo sentido e etimologia para o nome de Serra.

A variante Montserrat também está no ranking do Chile de 2014, só que na 68ª posição. E também está no ranking dos Estados Unidos de 2015, mas na 648ª posição.

Monserrat é o nome de apenas 35 pessoas no Brasil, de acordo com o IBGE (Nomes no Brasil), com gráficos de localização tempo espaço indisponíveis. Nas listas recentes brasileiras, como da Arpen/SP, ele também não aparece. Ou seja, não é um nome que foi abraçado pelos brasileiros.

Como referências, temos:

Montserrat Caballe, cantora soprano lírica de ópera espanhola
Montserrat Figueras, soprano espanhola
Montserrat Martí, soprano espanhola
Montserrat Abelló, poetisa espanhola.
Montserrat Álvarez, periodista chilena.
Montserrat Carulla, atriz espanhola.
Montserrat del Amo, escritora espanhola.
Montserrat Domínguez, periodista espanhola.
Montserrat Garnacho, escritora espanhola.
Montserrat Gudiol, pintora espanhola.
Montserrat Nebrera, política espanhola.
Montserrat Palma, política espanhola.
Montserrat Roig, escritora e periodista espanhola.
Montserrat Salvador, atriz espanhola.
Montserrat Tura, política espanhola.
Montserrat Vayreda, escritora espanhola.






.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Missandei

 
Missandei, na série Game of Thrones

Quem leu os livros de “As Crônicas de Gelo e Fogo”, sabe que a poderosa mãe dos dragões Daenerys Targaryen (ou se preferir, Daenerys Stormborn, a Não Queimada, Rainha de Meereen, Rainha dos Ândalos, dos Roinares e dos Primeiros Homens, Khaleesi do Grande Mar de Grama, Rompedora de Algemas e Mãe de Dragões), encontra Missandei como uma escrava, que tem muita habilidade em falar vários idiomas, e por isso é usada pelo seu dono como tradutora.

Porém, quando a Rainha encontra Missandei em Astapor, nos livros, ela não passa de uma garotinha de cerca de 10 anos. Na série, ela é apresentada já como uma mulher na fase adulta, interpretada pela atriz Nathalie Emmanuel. Nos livros, ela assume várias passagens principais, e na série, a personagem tem crescido a cada temporada.

A pequena escriba com os grandes olhos dourados era possuidora de uma sabedoria bem para lá da idade. E também é corajosa. Teve de ser, para sobreviver à vida que teve” — Daenerys Targaryen

Ela se apoiava tanto na pequena escriba que frequentemente se esquecia de que Missandei completara apenas onze anos” — Daenerys Targaryen

Onze anos de idade, mesmo assim Missandei é mais esperta do que metade dos homens nesta mesa, e mais sábia do que todos eles” — Barristan Selmy, comparando Missandei ao Conselho governante de Meereen.

Sobre o nome, sendo uma invenção recente para um mundo fictício que se assemelha à Europa medieval, nenhuma etimologia real ou alegada é conhecida. Podemos formular várias hipóteses, entretanto, para as inspirações de George R.R Martin.


.


Uma palavra parecida é misand, que quer dizer “areia” em malgaxe. Pode ser que, remotamente, George tenha se inspirado nessa palavra. Como ele já deu entrevista dizendo que usa dicionários de nomes para bebês para inventar o nome dos seus personagens, é possível que ele tenha inspirado-se em outro nome já existente.

“Miss” é uma palavra em inglês, que pode tanto significar um pronome de tratamento, no caso, “senhorita”, ou então, um verbo, passando perto do significado “perder” ou “sentir saudade”. Além disso, Missie é um apelido inglês para Melissa. Enfim, o que podemos fazer é especulação. Ou quem sabe, um fã mais ousado, pode mandar um e-mail pedindo à George R.R Martin o significado dos nomes que ele usou.

Ele poderia fazê-lo, já que Tolkien, a quem ele tanto admira, sempre deixou muito explicito o significado do nome dos seus personagens. De todo modo, no momento, só temos considerações, então ficaremos devendo o significado desse belo nome literário, que poderia, sem nenhum constrangimento, ser aplicado na vida real.

Quem tiver qualquer informação sobre o nome Missandei, por favor, deixe-a nos comentários ou entre em contato com os administradores do Blog. 






.

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Dardana

.

Dardana é um nome feminino usado principalmente na Albânia. Se trata da forma feminina de Dardan, que origina-se dos Dardani, uma tribo ilíria que viveu na Península Balcânica. Seu nome pode derivar de uma palavra ilíria que significa “pera” (a fruta).

Geograficamente falando, há regiões denominadas Dardânia. Dardânia pode se referir a:

Dardânia (Anatólia) - antigo nome da região em torno do estreito de Dardanelos, que separa a Trácia da Anatólia;

Dardânia (Europa) - antigo nome da região dos Bálcãs habitada pelos dardânios, no sudeste da Europa;

Dardânia - antigo nome da Samotrácia, de acordo com o antigo geógrafo grego Pausânias;

No entanto, não eram relacionados com o povo antigo também chamado de Dardans, que viviam próximo à Tróia. É um nome étnico que possui uma beleza real, Dardana é simplesmente belo, profundo e atemporal.

Não temos muito o que escrever sobre Dardana, uma vez que nos dados do IBGE (Censo 2010, Nomes no Brasil) não há nenhum registro disponível deste nome, assim como em nenhuma outra lista recente do Brasil. É um nome bastante exclusivo.

Em outros países, exceto a Albânia, igualmente não há dados sobre uso recente ou antigo. Por isso, devemos considerar Dardana como um nome muito raro e ousado.

Um impedimento ao uso do nome na língua portuguesa é que, a priori, pode lembrar a palavra “dardo”, o que não é de todo ruim, afinal. Por outro lado, embora não tenha nenhuma planta assim chamada, Dardana é um nome que se encaixaria bem em uma planta medicinal no meio botânico.



.