segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Demétria




Demétria é um nome feminino, em uso na língua portuguesa, que significa “consagrada à Deméter”,consagrada à mãe terra”, visto que Deméter provavelmente significa “mãe terra”, derivado do grego δα (bis) "terra" e μητηρ (metro) "mãe". Na mitologia grega, Deméter era a deusa da agricultura, filha de Cronos, irmã de Zeus, e mãe de Perséfone.

Encontra-se em outras variações como Deméter, Dimitra, Demetra, das quais essa última é minha favorita. Demétria é o nome de nascimento da Demi Lovato e da Demi Moore, e ainda podemos citar Demétria de Roma, uma santa romana, e Demetria Washington, atleta americana.


Não há nenhum registro de Demétria, nem mesmo em outras versões, nas últimas listas disponíveis. Encontrei uma Dimitria, na lista da Arpen/SP (2015), mas não sei se essa variante é válida. 

Nos Estados, chegou a estar na posição 503 do ranking em 1975, sua última aparição foi em 1993, na 970ª posição, e desde então, ele não aparece mais nos rankings do país (lembrando que nos EUA ele é usado sem acento).

Considero um nome raro e cheio de poder. Tem o benefício de ser totalmente exclusivo nos dias de hoje, sem comparações ou xarás em lugar algum. Uma pequena Demétria será única em muitos sentidos. Além disso, tem toda a elegância de ser um nome grego, de estar associado à uma deusa grega, e mais, tem um significado muito legal, relacionado com à mãe terra. 



.





domingo, 26 de fevereiro de 2017

Dajana



Dajana é um nome feminino usado na Sérvia e na Croácia, pronunciado por lá do mesmo jeito que “Daiana” (Diana, na pronúncia inglesa). Também é escrito como Dijana. É importante lembrar que nas línguas eslavas, o J tem som de “i”.

Provavelmente o nome Diana é derivado de uma palavra antiga de raiz indo-europeia, significando "celestial, divina". Relacionado com "Dyeus" (Zeus). Diana era uma deusa romana da Lua, da caça, das florestas e do parto, muitas vezes identificada com a deusa grega Ártemis. 

Em outras línguas temos: Diana (búlgaro), Diane, Diann, Dianna, Dianne, Dyan (inglês), Diane, Dianne (francês), Kiana (havaiano), Diána (húngaro).

Como era previsível, Dajana não tem nenhum registro no Brasil, nem nos dados do IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), tampouco nas listas recentes da Arpen/SP. O nome Dajane, que aparentemente parece ter sido criado por aqui, segundo o IBGE, tem 56 pessoas, todas nascidas na década de 80. 

Dijana, segundo o IBGE, é o nome de 25 pessoas. Já Dijane é o nome de 419 pessoas - número que é surpreendente - a maioria nasceu na década de 70 e com destaque para o estado de Alagoas. 

Outras variantes que encontrei no IBGE são Deijane e Deyjane, o primeiro sendo o nome de 467 pessoas e o segundo, 

Acho que Dajana, com a pronúncia normal portuguesa do J pode ser utilizado no Brasil, como uma alternativa para Diana, diferenciada e interessante. Apelidos legais podem ser Daji ou Jana (que também compartilha com Janaína).

Referências:

Dajana Cahill, atriz australiana;
Dijana Pavlović, atriz sérvia naturalizada italiana;

Dajana Roncione, atriz italiana.



.

Meridiana



Não é necessariamente um nome próprio, mas não só pode ser, como muitas pessoas já o suportam. Meridiana ou Meridiane é um nome até razoavelmente comum no sul. Talvez tenha sido a semelhança com Veridiana e Veridiane, mas o nome Meridiana/e é encontrado com facilidade no Rio Grande do Sul, por exemplo.

Esse dado eu já tinha em mente por conhecer uma penca de Meridiana’s e Meridiane’s no sul do Brasil, mas o IBGE confirmou: há 365 pessoas chamada Meridiana no Brasil, e a maioria delas (90, para ser mais exata, seguindo-se de 31 em Santa Catarina e 30 no Paraná) nasceu no Rio Grande do Sul, com destaque absoluto para a década de 80. 

Meridiane é o nome de 316 pessoas, com destaque também para o território gaúcho, seguido novamente pelos catarinenses e paranaenses. Nesse caso, podemos dizer que Meridiana e Meridiane é um nome típico do sul do Brasil. Temos ainda constando no IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), 32 pessoas chamadas Meridian, que é exatamente a mesma palavra, porém, em inglês e alemão, e 23 homens chamados Meridiano (nesse caso, já acho um pouco forçado).

Os meridianos na verdade são linhas imaginárias que dividem a terra em Oriente e Ocidente, ou em Norte e Sul. Na Wikipédia, temos a definição que “Meridiano é qualquer semicírculo máximo que contenha os dois polos de um planeta. Os meridianos dividem a Terra como se ela fosse uma laranja com gomos (...)”. O meridiano mais conhecido e mais importante é o Meridiano de Greenwich, que divide a terra em duas partes, a oriental e a ocidental. O Brasil, no caso, fica no Ocidente.

Meridiana também é o nome dado em português ao chamado relógio de sol, que é é um instrumento que mede a passagem do tempo pela observação da posição do Sol. Os tipos mais comuns, é o "relógios de sol de jardim", que são formados por uma superfície plana que serve como mostrador, onde estão marcadas as linhas que indicam as horas, e com um pino ou placa, cuja sombra projetada sobre o mostrador funciona como um ponteiro de horas em um relógio comum.

É um significado interessante para um nome longo e diferenciado. O meridiano sendo algo que estabelece uma linha divisória, uma Meridiana ou Meridiane poderia entender que seu significado é estabelecer uma linha divisória, entre o antes e o depois, para as pessoas que a recebem ou a conhecem. Eu gosto dessa ideia, apesar de ser figurada.  

Em outras línguas temos: Mierydyjan (bielo-russo), Meridià (catalão), Miridiana (corso), Meridiaan (estoniano, dinamarquês), Méridien (francês), Meridiani (georgiano, latim), Meridián (húngaro), Meridians (letão), Meridjan (maltês), Śikhara (marata), Afaraa (maori), Méridian (sudanês), Meridyen (turco). Vale ressaltar que nenhum desses é usado como nome próprio, e sim como a palavra para “meridiano”.




.


sábado, 25 de fevereiro de 2017

Judicael

.


Judicael é um nome masculino, uso francês e bretão. É a forma francesa do antigo bretão Iudicael, derivado dos elementos “iud” (senhor, príncipe) e “cael” (generoso), o que, por interpretação, significa “príncipe generoso”. Este foi o nome de um rei bretão do século 7, também considerado como um santo.

Temos também as variantes Judikael e Yezekael (bretão) e Iudicael (celta antigo). No Brasil, há apenas 467 pessoas chamadas Judicael, sendo que a década de maior número de nascimentos foi 1960.  O estado onde é mais fácil encontrar pessoas chamadas Judicael é a Bahia.

Judicael é semelhante à palavra “adjudicar”, motivo pelo qual muitas pessoas não gostam do nome. A mim lembra justiça, por isso tenho uma queda por esse nome. Por causa disso, e por ser longo.


Como referências podemos citar: São Judicael ou Judicaël, também escrito Judhael e por muitas outras variantes, era o rei da Dumnonia e alto rei dos bretões em meados do sétimo século e Judicael Berengário, com ambos os nomes sendo usados ​​em conjunto, era um conde de Rennes na 10ª século.




.

Eliana & Eliane





Segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), há 181.921 pessoas chamadas Eliana no Brasil, com destaque absoluto para os anos 70 e o estado de maior frequência na Bahia. Já Eliane tem 343.168 pessoas em todo o Brasil, com destaque para o estado do Paraná e também para a década de 70.

Isso faz de Eliane o 75º nome mais popular no Brasil em termos gerais, e Eliana o 174º. Assim, temos a noção que os nomes Eliana e Eliane foram muito populares no Brasil nos anos 70 e por isso hoje são considerados datados. São, portanto, nomes característicos das “mães” de hoje em dia, e não dos bebês.

Entretanto, nada impede que ele ainda seja utilizado. Embora muito raro de ser encontrado nos berçários atuais, Eliana & Eliane tem seus registros esporádicos. Na lista da Arpen/SP de 2015 foram 22 registros de Eliana, e 8 registros de Eliane. É um nome muito raro nas listas dos pais e mães que vão ter seus bebês por agora, mas tem pontos positivos: escrevem-se de modo simples, pronuncia-se de maneira muito fácil, e todos conhecem esse nome, diminuindo as chances de confusão ou estranhamento.

O ponto negativo é que, por ter sido muito popular em décadas passadas, Eliana & Eliane podem ser considerados ultrapassados. Para isso, eles precisariam descansar mais algumas décadas para voltar com legitimidade.

Eliana é a forma italiana, espanhola e portuguesa de Éliane. Em italiano temos o diminutivo Liana, e em outras línguas Aeliana (Roma Antiga), Éliane (francês). Provavelmente deriva de Aeliana, a forma feminina do nome romano Eliano, que foi derivado do sobrenome romano aelius. Este era o nome de um santo e mártir do cristianismo primitivo, e possivelmente foi derivado da palavra grega ηλιος (Helios), que significa “sol”. Este foi o nome da família do imperador romano Adriano.

Eliana também pode ser um nome hebreu. Significa "meu Deus respondeu" em hebraico. Eliana tem uma certa popularidade atual em torno do mundo: 1) Estados Unidos, 103ª posição em 2015; 2) Inglaterra e País de Gales, 267º lugar em 2014; 3) Itália, 171º lugar em 2009; 4) Holanda, 429º lugar em 2015. Já Eliane esteve dentro do top 100 da Suíça até 1961, no 83º lugar.

É um nome bastante significativo para quem gosta de significados religiosos, quando olhamos o nome em hebraico, e também para quem gosta de ligação com elementos astronômicos, no caso do significado greco-romano. Assim, é bom para cristãos e para não-cristãos também. É incomum, e está em sintonia com tendências modernas internacionais, embora no Brasil sua caracterização seja diferente.

Eliana é um nome bonito, fluído e bastante feminino. Pode ser uma grande alternativa à Eloísa/Heloísa e Helena, que andam populares demais. Se formos olhar, até pouco tempo, Heloísa e Helena também eram considerados datados e ultrapassados, por isso, nunca podemos nos basear em impressões pontuais e passageiras. 

Eliane perde um pouco do encanto, primeiro por que os nomes com “ane” adquiriram uma conotação ruim (vide as páginas de Falsianes, Cobriane, Vadiane no Facebook, uma alusão a que todo nome pode virar –ane de algum modo), e por que pode ser facilmente confundido com Elaine.

Referências:

Eliana Guercio, atriz e dançarina argentina;
Eliana Macedo, atriz brasileira de cinema, creditada em alguns filmes como Eliana
Eliana Lupo, dubladora italiana;
Eliana Miglio, atriz italiana;
Eliane Elias, pianista, cantante e compositora brasileira;
Eliane Giardini, atriz brasileira;
Eliana Guttman, atriz brasileira;
Eliana Michaelichen Bezerra, conhecida simplesmente como Eliana, é uma apresentadora, empresária e cantora brasileira;
Eliana Alexander, é uma atriz mexicana, mais conhecida por seu trabalho como Rita Thomas em Desire.
Eliane (cantora) é uma intérprete brasileira de forró. 



.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Tabitha



Tabitha é um nome feminino de origem bíblica, que significa “gazela” em aramaico. No Novo Testamento há uma mulher chamada Tabitha que volta à vida ressuscitada por São Pedro, mas no grego seu nome é traduzido como Dorcas. Como um nome inglês, Tabitha se tornou comum apenas após a Reforma Protestante.

Foi popularizado nos anos 60 pelo programa de televisão “Bewitched”, em que Tabitha (as vezes escrito Tabatha) é a filha do personagem principal. Como outras grafias temos Tabita (bíblia latina), Tabatha (inglês), Tabea (alemão).

A popularidade de Tabitha ao redor do mundo, segundo dados do Behind The Name se resume à Estados Unidos e Reino Unido, estando em 946º lugar nos EUA em 2015 e no 191º lugar em 2014 no Reino Unido.

No Brasil, não temos apenas uma grafia, temos várias; Assim, classifiquei as principais, segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010): 1) Tábita é o nome de 2.234 pessoas, com maior frequência no Amazonas; 2) Thabita é a segunda grafia mais usada, com 236 pessoas e destaque para o Espírito Santo; 3) Tabitha tem 66 pessoas; 4) Thabyta tem 51 pessoas; 5) Tabyta tem 45 pessoas.

Na lista da Arpen/SP temos 7 registros de Tabita; 2 de Tábita; 1 de Thabita.

Referências

Tabitha Ann Holton, primeira mulher licenciada como uma advogada na Carolina do Norte;
Tabitha D'umo, professora da dança americana, coreógrafa e diretora criativa;
Tabitha Fringe Chase, ativista americana;
Tabitha Gilman Tenney, autora americana;
Tabitha King, autora e esposa de Stephen King;
Tabitha Lupien, atriz canadense e dançarina competitiva;
Tabitha NAUser, cantora de Singapura;
Tabitha Soren, repórter da MTV News;
Tabitha St. Germain, atriz de teatro canadense;
Tabitha Suzuma, escritora britânica;

Tabitha Wady, atriz britânica;



.

Jesuela

.


Jesuela Moro é uma atriz mirim que ficou conhecida no Brasil após interpretar a personagem Julia, na novela A Vida da Gente, exibida na Rede Globo em 2011.

Durante uma entrevista ao Video Show, Jesuela explicou que seu nome é uma espécie de forma feminina de Jesus, uma “homenagem” à Jesus. Obviamente, é um nome inventado, e não tem origem ou significado. Eu não sou fã de nomes inventados, então, para quem gosta de Jesuela eu sugiro Gisela, que é bem parecido, só que legítimo.

Um nome que é registrado, assim passa a "existir" no rol dos nomes próprios, mas isso não quer dizer que ele passa a ser legítimo. Um nome legítimo tem origem, significado e história. Simplesmente colocar um sufixo diminutivo feminino no nome Jesus não o torna um nome respeitável. 

Mas é mais do que isso: A sua mãe se chama Jesuele Moro. Ou seja, a menina recebeu o mesmo nome da sua mãe, exceto pela letra final. Apenas trocaram o “e” pelo “a”. Não sou muito chegada também em usar nome dos pais/mães nos filhos, mas é uma prática comum, especialmente em relação à meninos e seus pais ou avôs. Jesuela é paranaense e tem dois irmãos: Otávio e Eike.

Jesuele, segundo o IBGE, tem 38 representantes no Brasil inteiro (Nomes no Brasil, Censo 2010), e não há gráficos disponíveis. Jesuela, por sua vez, não tem nenhum registro computado no IBGE de 1930 a 2010.


As referências do nome se resumem à pequena atriz mirim, que tem um nome único. Agora, a partir da sua aparição na televisão, pode ter inspirado algum pai ou mãe a registrar esse nome, mas não há nada constando nas listas recentes da Arpen/SP. 




.