terça-feira, 15 de novembro de 2016

Barbora





Barbora é a versão de Bárbara na República Checa, na Eslováquia e na Lituânia. Em checo, um diminutivo comum é Bára. Esse nome vem da palavra grega βάρβαρος (Barbaros), que significa “gagueira”, “que não pode falar”, “que tem dificuldades na fala”, referindo-se aos povos não gregos que não falavam à língua grega, e por extensão, significa “estrangeira”. Por semântica, é semelhante à Balbina, por exemplo.

Ao longo da história, romanos pegaram emprestado esse termo dos gregos para referir-se à povos não-romanos, estrangeiros, palavra essa imposta frequentemente para escravos estrangeiros na Roma antiga. O nome entrou em uso na Idade Média graças à devoção à Santa Bárbara. Na Inglaterra, tornou-se muito raro após a Reforma Protestante, e foi revivido no século XIX. Nos tempos modernos, Barbara é bastante popular nos Estados Unidos, aparecendo entre os primeiros 10 nomes mais usados entre 1927 e 1958.

Para nós, brasileiros, a variante Bárbara é muito mais conhecida (é o 182º nome mais popular no Brasil, segundo o Nomes no Brasil, do IBGE), e Barbora é algo totalmente desconhecido. Entretanto, a sonoridade parece agradável, forte e diferenciada aos meus ouvidos.

Porém, apesar de ser desconhecido da maioria, Barbora é o nome de 52 pessoas nascidas em sua maioria na década de 90, com maior frequência para o estado de Minas Gerais (22 delas são mineiras).

Em outras linguagens temos: Varvara (búlgaro), Barbara, Bara, Barica (croata), Barbara, Babs, Barb, Barbie, Barbra (inglês), Barbara (frances), Bärbel (alemão), Borbála (húngaro), Báirbre (irlandês), Basia (polonês), Bárbara (português), Varya (russo), Barabal (escocês), Barbro (suíço), Barbera, Barbarella, Barbarina, Barberina (italiano).

O nome entrou no top 100 da República checa em 1961. Desde então, foi subindo até ser o 6º colocado em 2001, e ainda permanece no ranking depois de todo esse tempo, estando em 11º lugar em 2014. Ou seja, a coisa mais fácil de se encontrar é Barbora na República Checa. É curioso como um nome pode ficar dentro dos limites de ampla popularidade por mais de 50 anos.

Algumas referências:

Barbora Bobuľová, atriz eslovaca naturalizada italiana;
Barbora Fabianová, jogadora de basquetebol eslovaca;
Barbora Špotáková, atleta checa;

Barbora Záhlavová-Strýcová, tenista checa.


Barbora Bobuľová 




.