quarta-feira, 5 de abril de 2017

Juarez

Menino encontra forma de ajudar cães abandonados:
.

Juarez é um nome bastante utilizado no Brasil, dado para o sexo masculino, em grafias com e sem acento – Juares, Juarês, Juarêz, Juarez – com a pronúncia fechada acentuada no ê. Porém, esse nome na verdade é retirado de um sobrenome espanhol, Juárez, que é uma variante de Suárez.

Este por sua vez, deriva do latim “suerius”, que significa “guardador de porcos”. O sobrenome se refere à uma ocupação, ou seja, ao trabalho que a primeira pessoa identificada com esse sobrenome realizava, habito muito comum entre europeus – identificar as pessoas pela sua profissão, tarefa, característica física, local onde morava, etc.

Pois bem, o significado é pouco atraente. Porém, isso não impediu que 12.924 pessoas se chamassem Juares – com destaque para o estado do Rio Grande do Sul, para a década de 1960 – e 42.811 pessoas chamadas Juarez, nas mesmas condições. Entretanto, ele deixou de ser um nome usado em larga escala com o tempo: nos anos 2000 o uso caiu bastante e agora, tomando como parâmetro a lista da Arpen/SP, em 2015 apenas 3 Juarez foram registrados em São Paulo.

O sobrenome Juárez tem uma representação razoável, segundo o Behind The Name, na Argentina e nos Estados Unidos, com rankings disponíveis. Suponho que seja bem usado em todos os países hispânicos.

Dois exemplos são Juarez Soares, um jornalista esportivo brasileiro e também Juarez Távora, um militar e político brasileiro.



.