segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Gregor

.


Gregor é uma das formas russas de escrever e pronunciar o nome cujo equivalente em português é Gregório e em inglês é Gregory, que vem do latim “Gregorius”, significando “vigilante, alerta”. Esse nome foi popular entre os primeiros cristãos, sendo levado por inúmeros santos importantes para a Igreja Católica, incluindo São Gregório Taumaturgo (séc III), São Gregório de Nissa (séc. IV), São Gregório de Nazianzo (séc. IV) e São Gregório de Tours (séc. VI). Também foi o nome de vários papas, incluindo São Gregório I, o Grande, reformador e Doutor da Igreja, e seus 15 papas subsequentes.  

A notoriedade desses santos fez com que o nome fosse usado no mundo cristão durante toda a Idade Média, se mantendo atual inclusive até hoje, em suas várias grafias e adaptações para diferentes línguas.

Variantes: Grigoriy, Grigory

Diminuto: Grisha

Outras línguas: Grigor, Krikor (Armenian), Grigor (búlgaro), Grgur, Grga (croata), Řehoř (Checo), Gregers (dinamarquês), Gregory, Greg, Gregg (Inglês), Reijo, Reko (finlandês), Grégoire ( francês), Grigol (Geórgia), Gregor (alemão), Gregorios (grego), Gergely, Gergő (húngaro), Gréagóir (irlandês), Gregorio (italiano), Gregorios, Gregorius (Final grego), Grigorijs (letão), Grigor, Gligor (macedônio), Gregers (norueguês), Grzegorz (polonês), Grigore (romeno), Gregor, Griogair, Greig (escocês), Gregor (eslovaco), Grega, Gregor (esloveno), Gregorio, Goyo (espanhol), Greger ( Sueco), Hryhoriy (ucraniano), Grigor (Welsh).

No Brasil, há 238 pessoas chamadas Grigor, segundo o IBGE (Censo 2010, Nomes no Brasil), com destaque para o Rio Grande do Sul, na década de 1990. Na lista da Arpen/SP de 2015, apenas 4 registros de Gregor foram computados.

Referências:

Gregor Csiky, dramaturgo e escritor húngaro;
Gregor Ebner, médico alemão;
Gregor MacGregor, militar escocês;
Gregor Mendel, biólogo, matemático e religioso checo;
Gregor Schlierenzauer, atleta austríaco;

Gregor Strasser, político alemão.




.