terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Berilo & Beryl


Antes de mais nada: Berilo é um nome masculino usado ocasionalmente, raramente e invulgarmente nas línguas de raiz latina, como italiano, português e espanhol. Beryl é exatamente a tradução de Berilo para o inglês, mas lá é um nome feminino (daí a foto, de um menino e uma menina). 

Berilo é um nome que significa "bela cor verde, esverdeada" e vem do grego beryllos; é também o nome de uma pedra preciosa. Os cristais de Berilo terminados são relativamente raros, sendo que ele é um mineral que tem brilho vítreo e pode ser bastante transparente.

O Berilo puro é incolor, mas é matizado frequentemente por impurezas; as cores possíveis são verde, azul, amarelo, vermelho, e branco. O seu nome tem origem no grego beryllos (bela cor azul-esverdeada da água do mar). Tanto as Águas-Marinhas quanto as Esmeraldas são tipo de Berilo.

Os druidas utilizavam o Berilo como cristal divinatório e os antigos escoceses chamavam-lhe "pedra do poder". As primeiras bolas de cristal eram feitas de Berilo, mais tarde substituído por cristal de rocha. O berílio é muito requisitado em programas nucleares, É também empregado na indústria aeroespacial.

Beryl é seu correspondente em inglês, e entrou em uso como nome próprio, ocasionalmente, no século 19, com a diferença de que em países anglófonos, é um nome feminino, rimando com Sheryl ou Meryl, como por exemplo, em Beryl Stapleton, que é uma personagem em "O Cão dos Baskervilles", de Sir Arthur Conan Doyle ou Beryl Reid (1919-1996), atriz britânica, ou ainda, em Beryl Marsden, cantora britânica;

Berilo Neves – falecido em 1974 - foi um jornalista e escritor brasileiro, que publicou livros de ficção, como A Costela de Adão, A Mulher e o diabo, Pampas e Cochilhas, etc. Ele é acusado de ter sido, na maioria das coisas que escreveu, bastante machista e antiquado. E pelos títulos dos livros, realmente parecia ter problemas com mulheres.

O ator Bruno Gagliasso interpretou, na novela Passione, o personagem Berilo Rondelli. Ele era um caricato bígamo, casado ao mesmo tempo com a brasileira Jéssica (Gabriela Duarte) e com a italiana Agostina (Leandra Leal). O fato é que Berilo parece ser mesmo um nome italiano, mas não tem ligação com a Itália em termos onomásticos.

O personagem também não ajudou muita coisa – além de não ser protagonista era um pouco contra os “bons costumes” – e o nome não alavancou no Brasil. Nenhum registro consta nas listas da Arpen/SP de 2014 e 2015.

O nome Berilo tem tudo para não ser nada estranho aos ouvidos dos brasileiros: é parecido com Danilo, um nome usado há bastante tempo, e com Murilo, um dos super populares do momento. Inclusive pode ser uma boa alternativa para quem gosta da terminação – ilo mas não quer usar um nome muito conhecido ou popular. Outros nomes com essa terminação são: Mirtilo, Camilo, Milo e Cirilo

.