sexta-feira, 4 de março de 2016

Carmen




Carmen é a forma espanhola medieval de Carmel, influenciada pela palavra latina “Carmen”, ou seja, canção. Na verdade, ele é usado por católicos a partir de um título da Virgem Maria (Nossa Senhora do Carmo), sendo que Carmo vem de “Karmel”, que significa jardim em hebraico. Karmel é uma montanha em Israel mencionada no Antigo Testamento, era o local de vários mosteiros cristãos.

Este era  o nome da personagem principal da ópera de Bizet George, Carmen (1875). As variantes do nome podem ser Carmela, Carmina (espanhol/italiano), Carmelita (espanhol), Carmine (italiano) e Karmen (croata, esloveno). Outra variante gráfica comum é Carmem, e essa é a minha predileta.

Carmen é um nome suave e agradável em vários aspectos. Entretanto, é esquecido nos dias de hoje: foram apenas 14 registros em Portugal e 21 no Brasil (estado de São Paulo, conforme a Arpen/SP).


Outros nomes com carm- que são famosos em Portugal são Carmo e Carminho, mas essa terminação os torna completamente diferentes e sem condições de uso no Brasil. Uma portadora famosa que dispensa apresentações é Carmen Miranda



.