domingo, 6 de novembro de 2016

Elisabetta



Elisabetta é um nome feminino de uso italiano, uma variante de Elizabeth, que vem do hebraico Elisheva e significa “meu Deus é um juramento” ou ainda “juramento do Senhor”. Ele é usado na Bíblia de tradução grega para a mãe de João Batista (enquanto Elisheba, a esposa de Aarão mantém muitas vezes a forma hebraica), enquanto nas traduções latinas o nome foi transformado em Isabel.

Outra teoria existente é que ele seria composto pelos elementos El (deus), sheva (sete) e Nishba (jurou), significando “deus está comprometido com o número sete” ou “ele jurou sobre o sete”, sendo que o sete é um número altamente simbólico na cultura judaica.

As inúmeras variantes desse nome foram adotadas pelos cristãos desde os primeiros séculos do cristianismo, pela devoção à mãe de João Batista, no entanto, era mais comum na Europa Oriental. Ele tinha uso ocasional na Inglaterra medieval, embora muitas vezes substituído pela forma de origem provençal Isabel. Sua popularidade cresceu enormemente na Inglaterra desde o século XVI, durante o reinado da Rainha Elizabeth I.

Tornou-se ainda mais difundido graças à adoração de vários santos e pela reputação de várias rainhas e imperatrizes – mencionado Elizabeth, princesa da Hungria. Nos Estados Unidos, desde 1880 (ou seja, a data mais antiga para a qual existem dados disponíveis), o nome nunca caiu abaixo da 26ª posição entre os mais populares.

A variante Elisabetta é usada na Itália com grande difusão. Cerca de 157 mil pessoas se chamam Elisabetta na Itália, sendo que isso configura-o como 78º nome mais comum (em termos gerais). Entretanto, ele saiu das listas dos mais utilizados, sendo que não consta nos últimos top 30 divulgados pelo Nomix.

Em outras línguas temos: Elixabete (basco), Elesbed (bretão), Elisaveta (búlgaro), Alžběta (checo), Elizabeta (croata), Elisabet, Elisabeth (dinamarquês), Elisheva, Elishebha (hebraico), Elizabeto (esperanto), Eliisabet (estoniano), Élisabeth (francês), Éliso (georgiano), Elisavet (grego moderno), Elikapeka (havaiano), Elizabeth, Elsabeth, Elyzabeth (inglês), Eilís, Eilish (irlandês), Elísabet (islandês), Elžbieta (lituano), Lijsbeth, Liesbeth (holandês), Elisabete (português), Ealasaid, Elspet, Elspeth (escocês), Jelisaveta (sérvio), Erzsébet (húngaro).

São muitos e numerosos os nomes que são hipocorísticos de Elizabeth, sendo que a variante mais conhecida talvez seja Isabel e Isabela, uma forma provençal em vários idiomas, que agora tenha se tornado até a principal nos países ibéricos, por exemplo. Entre os hipocorísticos mais populares na Itália estão Betta, Lisa e Elisa, cada um dos quais com semelhantes em outros idiomas, como Isa. Digno de nota é também Liliana, que às vezes é visto como uma variante de Elizabeth (embora eu confie mais que é uma elaboração de Lília).

Bastante difundidas em países como Alemanha e Inglaterra estão Ilse, Elsa e Elle. Além dos mencionados acima, podemos também lembrar: Eliška (checo), Eli, Lisbet (dinamarquês), Babette, Lili (francês), Bess, Bessie, Betsy, Liddy, Lilibet, Lilibeth, Lizbeth, Lizzie, Lizzy (inglês), Lisabetta (italiano), Elzé (lituano), Eli, Lisbet (lituano), Els (holandês), Lizaveta (russo), Špela (esloveno), Lilli (alemão). Embora é claro, alguns deles partilham uso de apelido ou variante com outros nomes como Lídia, Lília, Liliana.


Referências:


Elisabetta Canalis, artista e atriz italiana;
Elisabetta Gardini, uma atriz de teatro, apresentadora de televisão e política italiana;
Elisabetta Gregoraci, showgirl italiana e modelo;
Elisabetta Preziosa, ginasta italiana;
Elisabetta Sirani, pintora italiana;

Elisabetta Viviani, atriz, cantora e dançarina italiana.



.