quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Hebe

.

Hebe é um nome feminino originado na mitologia grega, derivado da palavra grega para “juventude”. Na mitologia grega, ela era filha de Zeus e Hera, e depois que Hércules foi imortalizado, casou-se com ele. Mas é claro que nós brasileiros, não lembramos primeiro da deusa grega da Juventude, e sim, da falecida apresentadora de televisão Hebe Camargo.

Em outras línguas temos: Ebe (italiano), Hébé (checo), Heba (croata). Esse é um dos nomes que soa melhor em português do que em inglês, e deve ser por isso que nos Estados Unidos em 2015, segundo a Social Security, teve apenas 9 registros de Hebe por lá.

Embora a memória de Hebe Camargo ainda esteja muito fresca – eu equiparo a, por exemplo, Faustão e Chacrinha – esse é um nome que no futuro próximo, será incrivelmente original, e não podemos negar que tem sua beleza. Além da ligação mitológica, do significado muito legal, ele tem uma sonoridade bonita e ainda é curtinho, conforme a tendência dos nomes da moda no Brasil.

No Brasil, Hebe é o nome de 1.567 pessoas no Brasil, segundo dados do IBGE (Censo 2010, Nomes no Brasil), com maior frequência em Minas Gerais. A frequência nas décadas foi bastante equilibrada até os anos 80, depois despencou completamente. Ebe, a versão italiana do nome tem 372 pessoas no Brasil, com maior número de registros na década de 30.

Outras referências além de Hebe Camargo (incluindo a versão italiana), são:

Ebe De Paulis, cantora e atriz italiana;
Gigliola Ebe Giorgini, santa e curadora italiana;
Ebe Poli, pintora italiana;
Ebe Stignani, meio-soprano italiana;
Hebe Tien, cantora, atriz e apresentadora de televisão taiwanesa.




.