domingo, 2 de abril de 2017

Carmelita

.


As Carmelitas é como são conhecidas as freiras da Ordem de Nossa Senhora de Monte Carmel, por isso, apesar de ser um diminutivo de um nome geográfico, Carmelita tem uma ligação fortemente religiosa.

O nome Carmelita é usado em espanhol, predominantemente, e é um diminutivo de Carmel. Carmel é um nome feminino, que parte de um dos títulos da Virgem Maria, especificamente, Nossa Senhora do Carmo. Karmel, que significa “jardim” em hebraico é uma montanha em Israel mencionada no Antigo Testamento, sendo o local de diversos primeiros monastérios cristãos. Como um nome inglês, tem sido usado principalmente por católicos.

Carmel também é o nome de um antiga cidade israelita na Judéia, segundo a Bíblia. Em alguns lugares a tradução de Karmel é “vinhedo”, ou então, com a variação “Karmiel”, que significaria “vinhedo de Deus”.

Temos também a forma masculina Carmelo e as formas femininas: Carme (Catalão), Karmela, Karmen (Croata), Carmel, Carmella, Carmen (inglês), Carme (Galício), Carmela, Carmen, Carmina (Italiano), Carmel (Judaísmo), Carmen (Romeno), Karmen (esloveno).

Nos Estados Unidos, o nome Carmelita aparece esporadicamente no top 1000 feminino ao longo dos anos, desde 1880, mas nunca tendo uma regularidade e sempre aparecendo nas últimas posições. No ano de 1974 surgiu pela última vez, na 972ª posição.

No Brasil, há 38.403 pessoas chamadas Carmelita. A maior taxa de nascimentos de mulheres com esse nome foi nos anos 40 e 50, e o estado de maior destaque a Bahia. Isso faz desse nome o 369º nome feminino mais usado no Brasil no período que abrange a pesquisa do IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010).


Como referências do nome podemos citar Carmelita González, uma atriz da época de ouro do cinema mexicano e Carmelita Jeter, uma atleta norte-americana. 




.