quinta-feira, 6 de abril de 2017

Nomes de Fadas - Parte IV

.


Aideen – uma fada em The Mystic Knights of Tir Na Nog (no Brasil: Os Cavaleiros da Magia), que foi uma série de televisão criada pela Saban Entertainment, mesma produtora de Power Rangers. Se trata de que auxilia os Cavaleiros Místicos. Ela tem carinho por Rohan e, consequentemente, tem ciúme de Deirdre. O nome Aideen é a forma anglicizada de Étaín, possivelmente derivado do velho irlandês “ét”, que significa "ciúme". Na mitologia irlandesa era uma deusa do sol e do cavalo que era o amante de Midir.

Ailie – uma fada ou espírito, caracterizada como uma “tatterdemalion”, no romance The Elves of Cintra, segundo romance na trilogia épica de Terry Brooks, “The Genesis of Shannara”. O significado do nome Ailie é incerto. Pode ser considerado uma anglicização de Eilidh (diminutivo de Eleonora) ou um diminutivo de Aileen, sendo Ailie um nome usado em várias obras de literatura.

Ainsel - Fairy Cube, uma fantasia, manga gótico escrita e ilustrada por Kaori Yuki. 'Me A'an Sel', Ainsel ou My Own Self é um conto de fadas da Nortúmbria coletado por Joseph Jacobs. Uma versão do conto aparece em contos populares escoceses por Ruth Manning-Sanders. O significado de Ainsel não foi encontrado.

Aisling – Aisling é uma fada no filme de animação belga-irlandês de 2009, “The Secret of Kells” (Uma Viagem ao Mundo das Fábulas, no Brasil). Significa "sonho" ou "visão" em gaélico irlandês.

Alala – é uma fada em Mermaid Melody Pichi Pichi Pitch Pure, a segunda temporada do anime Mermaid Melody Pichi Pichi Pitch, baseado no mangá homônimo criado por Michiko Yokote. O nome Alala é derivado do grego ἀλαλή (alalē) que significa "grito de guerra, grito de batalha". Este nome onomatopéico pertencia à personificação feminina do grito de guerra na mitologia grega. Era uma criada do deus da guerra Ares, cujo grito de guerra era seu nome: Alale alala.

Corona – é uma fada no jogo “Doraemon: Nobita to Mittsu no Seireiseki”, um jogo de ação plataforma 3D para o Nintendo 64. Foi lançado apenas no Japão em 1997. O jogo é baseado no mangá japonês Doraemon. O nome Corona significa “coroa” em latim.

Cleon – uma fada no jogo Puzzle Bobble 4 (também conhecido como Bust-a-Move 4 na América do Norte) para Play Station. Cleon é uma forma latinizada de Κλεων (Kleon), um nome grego derivado de κλεος (kleos), que significa "glória".

Wanda – a fada madrinha do Timmy Turner no desenho animado “Os padrinhos mágicos”, The Fairly OddParents em inglês. Origina-se possivelmente a partir de um nome germânico que significa "a Wend", referindo-se ao povo eslavo que habitava a Alemanha Oriental. Nas lendas polonesas este era o nome da filha do rei Krak, fundador legendário de Cracóvia. Foi introduzido ao mundo de língua inglesa pelo autor Ouida, que o usou para a heroína em seu romance "Wanda" (1883).

Crysta – É uma fada no filme Ferngully: The Last Rainforest (FernGully: As Aventuras de Zak e Crysta na Floresta Tropical). Numa floresta, criaturas mágicas pedem ajuda a um humano quando vêem a ameaça de destruição por causa de máquinas e tratores. O drama se torna maior quando uma árvore que está para ser derrubada pode libertar o espírito do mal. Crysta vem da palavra inglesa para o “Cristal”, derivada em última instância do grego do grego κρυσταλλος (krystallos) que significa "gelo".

Erana – uma fada na série de jogos de Aventura “Quest for Glory”, para computadores, no estilo Adventure e RPG. O significado de Erana não foi encontrado.

Fanta – uma fada no mangá “Faeries' Landing”. O título original é Seon-nyeo Gang-lim; sendo que “seon-nyeo” refere-se à versão coreana de um anjo feminino. Fanta é a heroína da história, mas não dá para usar esse nome por aqui por motivos óbvios. Aparentemente, é uma forma africana de Fátima, mas na obra "O Livro dos Nomes Africanos" (1991), o linguista Molefi Asante lista Fanta como um nome masculino ocidental africano que significa "dia bonito".

Florence – é uma fada no filme “A Journey Through Fairyland”, um filme de animação coreano-americano; O nome deriva do latim Florentius, que deriva de “florens”, ou seja, “florescente”. O nome também pode ser dado em referência à cidade na Itália, Florença.


.


Ginger – é uma fada em “Johnny e os Sprites”, que é um programa de televisão musical americano destinado a crianças em idade pré-escolar que vai ao ar todos os fins-de-semana no programa "Playhouse Disney" do The Disney Channel. O show foi criado por, é produzido por, e estrelas John Tartaglia. O nome Ginger vem da palavra inglesa para “Gengibre” (Zingiber officinale), mas também usada para a cor marrom-avermelhada, por isso mesmo usada para definir “ruivos”.

Iolanthe – é uma fada na ópera homônima escrita por Gilbert e Sullivan, em 1882. É uma das variantes do nome Yolanda, que significa “violeta”, referindo-se tanto à cor quanto à flor.

Kaye – Uma fada no conto de fadas moderno de fantasia urbana, de Holly Black, “Ironside: A Modern Faery's Tale”. Como uma variante de Kay, é uma das formas diminutivas de Katherine, cujo significado é bem debatido (leia aqui).

Laurel – uma fada no romance juvenil “Wings” de Aprilynne Pike. Foi lançado nos EUA, Reino Unido, e Canadá em 5 de maio de 2009. É o primeiro dos quatro livros sobre uma garota de 15 anos que descobre que é mandada para o o mundo humano para guardar as chaves de Avalon.  O nome significa “louro”.

Navi – é uma fada em “The Legend of Zelda: Ocarina of Time”,  um jogo eletrônico de ação-aventura desenvolvido e publicado pela Nintendo. Este nome não tem significado conhecido.

Nuala – é uma fada em “The Sandman”, série de quadrinhos de Neil Gaiman baseada no personagem folclórico que colocaria as pessoas para dormir e traria bons sonhos. Essa é a forma curta de Fionnuala, nome irlandês que significa "ombro branco" do irlandês fionn "branco, justo" e guala "ombro". Na lenda irlandesa Fionnuala era uma das quatro filhas de Lir que foram transformadas em cisnes por um período de 900 anos.

Oona – é uma fada boa interpretada por Annabelle Lanyon no filme americano Legend (no Brasil, A Lenda; em Portugal, A Lenda da Floresta Negra) de 1985. Oona é uma das grafias possíveis do nome Una ou Unna e significa “cordeiro”.

Perie – Uma fada em “Hex”, que é um programa de televisão britânico desenvolvido pela Shine Limited e exibido no canal de satélite Sky One. A história é ambientada em uma escola remota inglesa com um passado misterioso. O significado de Perie não foi encontrado.

Papillon – uma fada em “La Pucelle: Tactics”, um jogo para RPG. O nome Papillon significa “borboleta” em francês.

Peri – uma fada na cultura persa. Peri é a forma turca de Pary, que significa “fada” em persa.

Primera – uma fada em “Guerreiras Mágicas de Rayearth”, um mangá criado pelo grupo CLAMP e publicado pela revista semanal Nakayoshi em 1993 a 1996. É uma fada muito ciumenta e ama muito Lantis, por ter lhe salvado de um monstro. Primera tem a capacidade de utilizar magias de cura. Possivelmente venha da palavra “primeira”.

Ozma - Princesa Ozma é um personagem fictício da Terra de Oz, criado por L. Frank Baum. Ela aparece em todos os livros da série Oz, exceto o primeiro, O Maravilhoso Mágico de Oz (1900). Ela é a governante legítima de Oz, e Baum indicou que ela reinaria no país das fadas para sempre, sendo imortal. Baum descreveu a sua aparência física em detalhe na Terra maravilhosa de Oz: “Seus olhos cintilavam como dois diamantes, e seus lábios estavam tingidos como uma turmalina”.  

Aroma – é uma fada no anime “Go! Princess Precure”. Obviamente, em português, se torna um nome literal, que significa emanação, odor que se exala de certas substâncias vegetais ou animais: o aroma do café.

Lurline - Rainha Lurline é um personagem fictício nos livros de Oz por L. Frank Baum [1] e outros autores. O nome "Lurline" é uma variante de Loreley, a ninfa do Reno; O nome foi usado para navios, e tem outras associações. Ela é a Rainha das Fadas e a ela é creditado o encantamento da Terra de Oz, para que se tornasse um país de fadas. Antes disso, Oz era apenas um país comum desligado do resto do mundo por quatro desertos intransponíveis. Depois de encantar o país, Lurline deixou a princesa Ozma para governar junto com o rei Pastoria; Lorelei significa algo como “pedra atrativa”, ou “rocha da atração”.

Zurline - No livro de Baum, “A Vida e Aventuras de Papai Noel”, a Rainha das Fadas não tem nome, e a Rainha das Ninfas de Madeira é chamada Zurline.

Claudine – é uma fada na série True Blood. Essa série também tem uma protagonista fada, chamada Sookie, cujo nome é ruim demais até para cogitar remotamente. É um diminutivo feminino do nome Cláudio, que é um nome romano que significa “manco”.

Tamani - outro personagem fada da obra “Wings”, de Aprilynne Pike.  Tamani é uma pequena cidade no Mali.



Leia mais:

Nomes de Bruxas Parte I
Nomes de Bruxas Parte II
Nomes de Bruxas Parte III 
Nomes de Bruxas Parte IV
Nomes de Fadas Parte I 

Nomes de Fadas Parte II






.