sexta-feira, 14 de julho de 2017

Clarinda

.


Clarinda é um nome feminino que, obviamente, é uma combinação do nome Clara com o popular sufixo feminino –inda. Foi usado pela primeira vez por Edmund Spenser em seu poema épico “A Rainha das Fadas” (1590). Portanto, trata-se de um nome literário. Clara é um nome de significado literal.

No Brasil, Clarinda é o nome de 7.926 pessoas, segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), o que faz dele o 1.078º nome feminino mais usado no Brasil segundo uma escala da pesquisa compreendendo o período de 80 anos entre 1930 a 2010.

A década de maior número de nascimentos foi 1950, e o estado de destaque é o Mato Grosso do Sul. Na verdade, é um nome bem sulista, uma vez que RS, PR e SC, respectivamente, somam 2.357 Clarinda’s do total existente. Na lista da Arpen/SP de 2015, há apenas 1 registro de Clarinda.

Quanto à popularidade nos outros lugares do mundo, aparentemente Clarinda é pouco difundido. Ele já esteve no ranking dos Estados Unidos, mas ainda no século XIX ele desapareceu e não retornou mais. A primeira vez que Clarinda aparece é no primeiro ranking norte-americano divulgado, em 1880, na 679ª posição, e fecha sua participação em 1897, na 867ª colocação. Entre esses anos, Clarinda esteve presente em 1883, 1884 e 1886, somente.

Clarinda foi uma poeta peruana que viveu no início do século 17, além de Clarinda Sinnige, uma ex-goleira de hóquei da Holanda; Clarinda da Costa Siqueira é uma poetisa sul-rio-grandense que viveu ao longo do século XIX.

Recentemente, Michel Teló e Taís Fersoza anunciaram o nome da primeira filha, Melinda. Isso talvez venha a fazer com que o nome seja mais usado e a própria terminação –inda seja mais considerada. Clarinda, de modo geral, é parecido, e ainda leva o começo do nome Clara, que é extremamente popular no Brasil e principalmente, nos dias de hoje. Clarinda, portanto, pode ter potencial.

Embora eu nunca tenha lido “A Rainha das Fadas”, ainda assim, o fato de ter sido um nome criado para um personagem literário é um ponto positivo, que pode servir de referência para a criação da identidade de uma criança. 





.