sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Silvana



Silvana é a forma italiana feminina de Silvanus, que é baseado no latim “silva”, que quer dizer “floresta”, “selva”, com a alusão à tudo que é selvagem, que habita ou vive na floresta, que é silvestre. Ele tem a mesma etimologia e o mesmo significado que nomes como Sílvia, Silvéria, Silvestra e Selvaggia (sim, é um nome).

Silvano era um deus romano da floresta, anteriormente associado aos faunos (sátiros, na mitologia grega), e cognato ao deus grego Pã. Na Itália Silvana era típico da década de 1920. Foi o sexto nome mais popular em Roma, em 1921, o segundo (atrás de Maria), em 1926, o 7º em 1931.
 
Temos como uma variante masculina Silvano, as alterações Silvanina, Silvanetta e Silvanella (italiano) e também em outras línguas, Sylvaine, Sylviane e Sylvianne (francês), Sylwana (polonês), Szilvána (húngaro). No Brasil, a variação Silvane também é bastante usada.

No Brasil, segundo a ferramenta Nomes no Brasil (IBGE, Censo 2010), Silvana é o nome de 223.894 pessoas. Mais de 85 mil dessas foram registradas na década de 70, e o estado onde são mais frequentes é o Paraná. Já no caso de Silvane, são 10.031 pessoas, nas mesmas condições, além de 10.831 Silvani.

Na verdade, são muitas as grafias existentes além dessas, com menor número de registros. Na lista da Arpen/SP (São Paulo, 2015), apenas 5 Silvanas foram registradas, enquanto Silvana não tem nenhum registro, nem em 2015 nem no ano anterior.

Portadoras famosas incluem Silvana Mangano, atriz italiana; Silvana Pampanini, também italiana, e Silvana Arias, atriz; 

Referências:

Silvana Pampanini foi uma atriz italiana muito famosa nos anos 50.

Silvana Suárez é uma modelo que venceu o concurso de Miss Mundo pela Argentina.



.