terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Perseu



Fiquei surpresa ao pesquisar no Nomes no Brasil (IBGE, Censo 2010) o nome Perseu e encontrar apenas 132 pessoas! Fiquei negativamente surpresa por que esperava muito mais, e positivamente ao mesmo tempo, pois assim temos aqui um excelente nome masculino que não é ousado e original. Os poucos homens chamados Perseu estão mais localizados em São Paulo e nasceram em maioria na década de 80.

Perseu é a forma catalã, romena e portuguesa de Perseus, possivelmente derivado da palavra grega περθω (Pertho) que significa "destruir". Na mitologia grega Perseus era um herói a quem é atribuída a fundação da antiga cidade de Micenas. Ele matou Medusa, que tinha o poder de matar qualquer pessoa que olhasse em seus olhos, transformando-os em pedra, olhando para ela com o reflexo de seu escudo e matando-a em seu sono.

Depois, ele salvou a princesa Andrômeda de um monstro marinho. Seus pais haviam acorrentado-na a uma rocha no oceano para um sacrifício e Perseu, que estava voando sobre, congelou o monstro marinho com a cabeça da Medusa. Eu acho a grafia Perseus um pouco pomposa para o uso nos dias de hoje, em compensação Perseu acho perfeito, apesar do significado um pouco dúbio.

Porém, “destruir” não precisa ser necessariamente algo ruim. Se alguém falar em destruir “o mal”, ninguém vai achar problema, portanto, o verbo destruir não quer dizer necessariamente um ato de vandalismo ou de maldade.

Temos como variantes: Perseo (italiano), Pertseo (basco), Persej (búlgaro), Perzej (croata), Persée (francês), Perseus (grego antigo), Perseas (grego moderno), Perseifur (islandês), Persejs (latim), Perséjas (lituano), Perseusz (polonês), Persej (russo), Perseo (espanhol), Perszeusz (húngaro).

Nas séries Percy Jackson e os Olimpianos e também “Heróis do Olimpo”, Perseus Jackson, conhecido como Percy Jackson é um semideus que é filho de Poseidon. Entretanto, é curioso, por que Percy nada tem a ver com o herói da mitologia grega Perseu. Percy vem de um sobrenome inglês que foi derivado de uma cidade chamada Perci, na Normandia, que foi ela própria batizada a partir de algum determinado nome gaulês, latinizado como Pérsio. Somente às vezes, Percy é usado como forma abreviada de Percival.

Porém, Persival também não tem muito a ver com Perseu: Persival foi criado por um poeta frances do século 12, Chrétien de Troyes, para seu poema “Perceval ou le Conte du Graal”, onde Percival e os cavaleiros da távola redonda recebem um vislumbre do Santo Graal do Rei Artur. O nome teria sido baseado no herói gaulês Peredur, sendo que a grafia foi alterada talvez sob a influência da frase “Old Val Percer”, que significa “para perfurar o vale”.

Na lista da Arpen/SP de 2015 tivemos 2 registros de Perseu. Aparentemente, há duas famílias paulistas que adoram mitologia grega. E também há um registro de Percy: esse parece ser fã de Rick Riordan.

Assim, Rick Riordan, autor de Percy Jackson e os Olimpianos, inspirou-se apenas na fonética, não nas origens etimológicas para nomear o seu personagem.

Além do Perseu dos livros e do Perseu herói da mitologia, podemos citar:

Perseu, matemático grego antigo;

Perseu de Citio, filósofo grego antigo;

Perseu da Macedônia, último rei da Macedônia;

Perseo Miranda, cantor italiano;

Perseus (Per), o herói Perseu, é uma constelação do hemisfério celestial norte. O genitivo, usado para formar nomes de estrelas, é Persei.


Perseu Abramo foi um sociólogo, professor e jornalista brasileiro. A Fundação Perseu Abramo, vinculada ao Partido dos Trabalhadores leva seu nome. 




.