domingo, 5 de março de 2017

Baldovino

kravitz.:
.

Um nome muito, muito antigo. O IBGE só fez o levantamento dos nomes no Brasil começando em torno de 1930 e logicamente, como se tratou de um Censo (2010), só com pessoas vivas. Por isso, só constam 23 pessoas chamadas Baldovino no Brasil inteiro, ao longo de todas essas décadas. Mas eu aposto que tinham mais, muito mais, mas atualmente estão constando nos cemitérios brasileiros, certidões de óbito e obituários antigos.

Não é um nome que eu recomendaria o uso nos dias de hoje, mas o nome existe, é legítimo, tem origem e significado então, se qualquer pessoa pesquisar, irá encontrar aqui, no Por Trás do Nome.

Então, vamos à ele: Baldovino é um nome masculino usado em italiano, sendo a forma italiana de Baldwin. O diminutivo é Baldo, ainda temos as versões Baldoino, Balduino e Baudolino, em italiano, e em outras línguas temos: Baldovin, Baldwin (antigo germânico), Boudewijn (holandês), Baldwin (Inglês), Baudouin (francês), Balduíno (Português), Balduino (espanhol), Maldwyn (galês).

Baldwin, por sua vez, é derivado dos elementos germânicos “bald” (ousado, corajoso, audaz) e “win” (amigo). Pode ser interpretado então como “amigo corajoso”, “amigo audacioso”. 

Na Idade Média, este foi um nome popular em Flandres, entre os normandos, que levaram-no para a Grã-Bretanha. Ele foi portado por um dos líderes da Primeira Cruzada, um nobre do século 11, de Flandres. Após os Cruzados conquistarem Jerusalém, ele foi corado como Rei do Reino de Jerusalém. 



.