segunda-feira, 27 de março de 2017

Bhaskara

.

Bem, eu jurava que era um nome feminino, talvez por ter conhecido uma ou duas Yaskara na vida, mas não é. É um nome masculino, de origem indiana, com raízes no hinduísmo, e que significa “brilhante” em sânscrito, derivado de uma combinação dos elementos em sânscrito भास (bhasa) "luz" e कर (kara), “fazer”.

Este é um outro nome do sol e do deus hindu Shiva. Foi, adicionalmente, suportado por um astrônomo indiano do século 12, também conhecido como Bhaskaracharya. Uma variante indiana do nome é Bhaskar – e esse para mim, fica claramente sendo masculino.

Acho que a maior referência ocidental que temos esse nome é aquela que todos abominamos no Ensino Médio: a fórmula de Bhaskara, também chamada de equação quadrática ou equação de segundo grau. A nome Fórmula de Bhaskara foi dada em homenagem ao matemático Bhaskara Akaria, considerado o mais importante matemático indiano do século XII.

Por essas e outras, acho que Bhaskara nunca foi e nunca será usado como nome próprio no Brasil.

Como referências, temos:

Bhaskara (filósofo), um filósofo indiano que foi um dos primeiros da tradição Bhedabheda da Vedanta
Bhaskara I, um matemático indiano do século VII
Bhaskara II, um matemático e astrônomo indiano do século XII, autor do Lilavati
Bhaskara 1, um satélite artificial indiano

Bhaskara 2, um satélite artificial indiano




.