sexta-feira, 24 de março de 2017

Carita

.

Carita é um nome do sexo feminino, usado principalmente entre os falantes da língua sueca. Deriva do latim “Caritas”, que significa “estima, amor”, mas no final das contas, pode ser traduzido como “caridade”, que é a generosidade e/ou solidariedade para com o próximo. A caridade, junto com a fé e a esperança é uma das três virtudes teológicas no cristianismo.

Como variantes temos Karita (sueco, inglês), Charity (inglês), Caridad (espanhol). No espanhol, “Carita” é a tradução para “carinha”, diminutivo de “cara” (rosto, face). Um exemplo é a novela Carita de Angel, exibida no Brasil pela SBT mas com o nome Carinha de Anjo.

Os traços característicos desse nome no Brasil são curiosos. Temos, segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), 1.400 pessoas chamadas Carita em nosso território, a maioria nascidas nas décadas de 80 e 90. Entretanto, nada mais nada menos que 538 delas estão em Goiás, e a maior parte do número restante em estados do Norte brasileiro. Ou seja, além de Carita ser um nome praticamente típico à Goiás, ainda é mais usado no Norte e praticamente inexistente em outras regiões, especialmente no sul.

Temos ainda a versão Karita, que tem 2.545 pessoas, e de novo, Goiás monopoliza 1.265 delas só entre goianos. Ainda há a versão Karitha (43 pessoas) e Karyta (63 pessoas), também com destaque absoluto para Goiás e os estados do norte. A maioria dos nascimentos se deu dentro da década de 90.

É muito curioso que um nome usado no Brasil seja tão concentrado em apenas um estado, e é um dos poucos encontrados que mais demonstra isso claramente. As pessoas chamadas Carita são raríssimas no sul, enquanto nesses estados do norte são absolutamente normais. O que teria feito com que a popularidade de Carita subisse tanto em Goiás e arredores é um mistério: haveria uma pessoa famosa em nível regional, que desconhecemos?

Uma referência que pode ser citada é a cantora finlandesa Carita Holmström, que representou a Finlândia no Eurovision Song Contest de 1974.




.