quarta-feira, 22 de março de 2017

Kauane

.

O pedido era sobre o nome Kauanny. Porém, essa grafia está bastante equivocada - como já foi explicado várias vezes nesse Blog que letras dobradas em lugares inexistentes e adição indiscriminada de "y", deixam qualquer nome muito menos elegante. 

Então vamos considerar Kauane

Bem, é bastante óbvio que essa é uma forma feminina de Kauã, sendo Kauã um nome indígena tupi-guarani que significa "gavião", popularizado imensamente pela fama do ator Cauã Reymond. Cauã era, na verdade, usado pelos indígenas para nominar todas as aves de rapina da família do gavião. 

Então temos Kauã que é um nome legítimo, existente, com origem e significado verificáveis. Então, nessa brincadeira, alguém resolveu "criar" um feminino: Kauane.

Alguns estudiosos também associam a origem do nome Kauane com a raiz finlandesa kauan, que quer dizer em português longo” ou “comprido”. Eu conferi essa informação no Google Tradutor e realmente “kauan” em finlandês traduz como “longo”.

Além disso, colocando "kauane" no Google Tradutor descobrimos que essa palavra significa "duradouro" em estoniano. Que surpresa! 

No entanto, nomes finlandeses não são muito comuns no Brasil. Apesar da correspondência perfeita com o vocábulo “longo”, o mais provável é que os pais escolham esse nome pela sua sonoridade, tendo em mente a origem Tupi, apesar da grafia com “k”.


Ainda existe uma terceira hipótese sobre a origem do nome Kauane. De acordo com alguns pesquisadores, o nome teria surgido a partir do havaiano Kauana, que significa “guardiã dos segredos”. A hipótese desse último ter sido inventado para satisfazer o ego de pais que querem teimar que o nome não é inventado, é muito grande. Ainda mais que essa afirmativa está no Dicionário de Nomes Próprios. 

Até por que, a tradução no Google Tradutor para “Guardiã dos segredos” é kahu o na mea. Disso aí para Kauana é uma longa estrada, então, desconsiderem.  

Nem preciso dizer por que é um nome inventado: por que na lingua tupi-guarani e entre indígenas a fêmea do gavião não é "kauane", e o sufixo -ane é advindo da cultura europeia ocidental e jamais da cultura indígena. "Ane" não é um sufixo feminino indígena. Portanto, simplesmente fizeram uma salada de frutas, misturando um nome indígena masculino com um sufixo feminino comum de outra língua.

Porém, ainda que inexistente como nome tupi-guarani, Kauane (nessa grafia, né, colegas) significa "longo" em finlandês, do termo "kauan", e "duradouro" em estoniano, com essa grafia mesmo, "kauane". Podemos assumir esses significados sem maiores problemas, mas é bom lembrar que o nome aqui no Brasil surgiu como feminino de Kauã. 

Esse nome começou a ser registrado nos anos 80, mas em toda a década, não chegou a atingir 100 registros em todo o Brasil, segundo dados do Censo 2010 (IBGE, disponível na ferramenta Nomes no Brasil). Já na década de 90, esse nome pulou para 2.380 registros, e obteve um "boom" nos anos 2000, como já era de se esperar, passando de 22 mil registros. No total, são 24.144 mulheres chamadas Kauane, até a data do Censo. Isso faz dele o 510 nome mais registrado no Brasil no período da pesquisa. 

Porém, aí entra as grafias "alternativas". Posso dizer que Kauane é um dos nomes que mais tem possibilidade de estropiação, dado o número de grafias diferentes que os pais registram. Entre elas estão: Cauane (15.936 pessoas), Cauanne (155 pessoas), Kauanne (751 pessoas), Khauanne (32 pessoas), Kauanny (1.472 pessoas), Cauani (4.386 pessoas), Cauanni (21 pessoas), Cauanny (160 pessoas), Cauany (979 pessoas), Kauani (5.978 pessoas), Kauanni (104 pessoas), Kauany (6.443 pessoas), Kauhany (21 pessoas), Khauanny (22 pessoas), Khauany (44 pessoas).

Isso deu um trabalhão! 

- E eu nem mencionei as grafias com "w" (Kawane e afins). 

E você pensa que acabou? Só de curiosa digitei Kaoany, e achei 49 pessoas. Troquei as letras e digitei Kaoani e achei mais 61 pessoas. Ainda tem Kauana, e todas as variações possíveis com o sufixo -ana, como Kauanna, Kaoanna, etc. 

Se fôssemos somar todas essas grafias, com certeza Kauane pularia para o 330o lugar entre os nomes femininos mais usados. 

Como se trata de um nome "recente" no Brasil, ainda não temos referências importantes para citar aqui.