quarta-feira, 14 de junho de 2017

Abaddon & Abadom



Abaddon é um nome masculino, citado na Bíblia, mas não em condições muito favoráveis para sua propagação. Ele significa “ruína, destruição” em hebraico. Em Apocalipse, no Novo Testamento, este é um outro nome do anjo do abismo. Em português, a grafia usada é Abadom

No Velho Testamento, a palavra hebraica Abaddon é usada na Bíblia hebraica para indicar a destruição ou um lugar de ruína e destruição, um abismo, enquanto que no Novo Testamento, especificamente no Apocalipse, é o nome de um anjo, juntamente com seu equivalente grego Apollyon.

No livro do Apocalipse Abaddon é tratado pela primeira vez como um indivíduo e não como um lugar: “O rei era o anjo do abismo, cujo nome em hebraico é Abaddon e Apollyon em grego” (Apocalipse 9: 1-11). Seria o rei de um exército de gafanhotos infernais, que cruelmente atormentariam durante cinco anos todos aqueles que não possuíssem o “selo de Deus” em suas testas;

Finalmente, em algumas lendas da literatura rabínica, Abaddon é o nome de um lugar do inferno, visitado por Moisés, que se encontra entre o fogo e neve, para onde vão aqueles que cometeram o pecado do incesto, assassinato e idolatria, aqueles que amaldiçoam seus pais e seus professores.

Como parte do protestantismo, o dissidente Matthew Henry acreditava que Abaddon era o anticristo, enquanto David Brown (da Igreja Livre da Escócia) e Henry Halley (Discípulos de Cristo) identificou-o com Satanás. Os Metodistas acreditam que Abaddon é um anjo, não de Satanás, mas de Deus, que executará as ordens de Deus para a destruição da sua obra.

De acordo com as Testemunhas de Jeová Abaddon é outro nome para Jesus Cristo, ressuscitado e ascendido ao céu, como no Apocalipse, o anjo ter as teclas "abismo" é descrito como emissário de Deus dos céus, e joga e aprisiona Satanás no abismo. Já de acordo com os mórmons, "Abaddon" é um dos títulos do diabo.

Portanto, dependendo da religião e da interpretação de textos sagrados, Abaddon pode tanto ser algo bom como ruim, tanto anjo como demônio, e aí fica a escolha da pessoa se quer mesmo levar isso em conta. O significado, porém, é ruim, e o próprio nome soa um pouco sombrio e escuro.


Acredito que, por motivos óbvios, Abaddon não tem registros constando no IBGE ou na Arpen/SP, tampouco tem referências reais para serem citadas. A única referência existente é de Tony Bray, que usa Abaddon como seu pseudônimo, ele que é baterista da Inglaterra conhecido por participar da formação original da Banda Venom. 



.