domingo, 4 de março de 2018

Verbena

.


Verbena faz parte do amplo grupo de nomes femininos de flores, como Rosa, Margarida e assim por diante. Porém, tem bem menor difusão em relação à essas.

O nome da planta vem da palavra latina “Verbena”, que originalmente significava as várias folhas ou galhos das plantas, que eram usadas em cerimonias religiosas pelos romanos, como azeitona, louro e murta. 

A etimologia é debatida: algumas fontes dizem ser dos termos celtas Fer (expulsar) e faen (pé), por suas propriedades de prevenir ou expulsar as pedras dos rins, ou das palavras “veneris herba”, em latim, que significada “erva de Vênus”, pelas propriedades afrodisíacas alegadas.

Uma terceira corrente ainda diz que é originário da palavra protoindo-europeia “werb”, que significa “dobrar”. De acordo com o Blog “Um por tudo”, 

“a Verbena era considerada sagrada por muitas culturas que a consideravam uma planta de mistério e encantamento. No Egito, era um símbolo das lágrimas de Ísis. Os sacerdotes gregos a carregavam nas vestes e a usavam para purificar os altares de Zeus. Os druidas celtas e os antigos persas acreditavam que a Verbena não apenas purificava como também favorecia as visões e a adivinhação. As igrejas cristãs a usavam na preparação da água-benta. Sendo uma das ervas celtas mais sagradas, a Verbena era colocada nos altares como uma oferenda. Queime-a para repelir o ataque psíquico. Ela também é usada para purificar, atrair riqueza e se encontrar o amor”.

O que se sabe é a Verbena, uma erva e também uma flor, tem relação com a cultura e a medicina popular de muitos povos da antiguidade e do momento presente. Uma curiosidade é que na série de livros The Vampire Diaries, a Verbena era a planta usada para proteger-se dos ataques dos vampiros.

Historicamente, segundo o Portal A & E – Astrólogos e Esoterismo, a Verbena (Verbena) tem sido asso­ciada à bruxaria, magia e feitiçaria; por essa razão recebeu os apelidos bem apropriados de “erva de bruxo” e “planta de encantamento”. Na antiga Roma era conhecida como a “erva do bom presságio”, sendo utilizada para decorar os altares dos deuses.

No Brasil, há 636 pessoas chamadas Verbena, de acordo com o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010). O estado de maior frequência é o Piauí, e a maioria dos nascimentos se deu nos anos 60.

Uma referência é Maria Verbena Volpi, o verdadeiro nome de Bem Pastor, escritora italiana naturalizada norte-americana.







.