sábado, 14 de abril de 2018

Inspiração: Meu Malvado Favorito

Edith, Margot e Agnes 

O personagem principal se chama “Gru”, e possivelmente, foi inventado para parecer com uma expressão de um cara bravo. Esse também é o nome em inglês, então pode ter sido inspirado em outra palavra que não conhecemos. Talvez seja um apelido para Gruffud, Griffith, Gruffudd, Gruffydd, um nome galês que significa “senhor, príncipe”. Como duvido muito que alguém chamaria um filho de Gru – embora nem dê para duvidar – começaremos pelo trio de meninas: Agnes, Edith e Margot.

Segundo algumas fontes, os nomes das meninas foram inspiradas nas meninas da família Frank: Anne (Frank) que se chamava Anneliese, acabou virando Agnes; Edith era o nome da mãe de Anne e a irmã mais velha dela se chamava Margot. Bem que o Gru poderia ter se chamado Otto!

Vamos por partes:

Agnes


Embora comece com inicial diferente, Agnes é uma versão de Inês, que não é muito usado para a geração atual no Brasil, mas é o 8º colocado no ranking de Portugal. Ambos os nomes derivam do grego Hagne, que teve origem em Hagnos, cujo significado é “casta”, “pura”. Se tornou um nome popular no mundo cristão através da popularidade de Santa Agnes de Roma (também conhecida como Santa Inês de Roma), uma mártir cristã perseguida pelo imperador Diocleciano. Agnes acabou ficando associado à palavra latina agnus, “cordeiro”, e a santa é frequentemente representada com um cordeiro no colo.

No Brasil todo, Agnes é o nome de 7.718 pessoas, segundo o IBGE (Nomes no Brasil). O estado de maior destaque é o Rio Grande do Sul, e a maioria dos registros se deu ao longo dos anos 2000.


Edith


Edith é um nome que deriva do inglês antigo Eadgyð, derivado dos elementos “ead” (riqueza” e “gyd” (guerra). Disso se tira várias interpretações, como “guerra rica” , “riqueza na guerra”, “guerra pela riqueza”, enfim, é um nome que dá margem para muitas intepretações quanto ao significado. Ele foi popular entre a nobreza anglo-saxã, sendo suportado, por exemplo, por Santa Eadgyeth, filha do Rei Edgar, o Pacífico. O nome manteve-se comum após a conquista normanda. Tornou-se raro após o século 15, mas foi reavivado no século 19.

No Brasil, há 7.983 pessoas chamadas Edith, segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), contando apenas essa grafia, já que há várias possibilidades de escrita. A versão aportuguesada Edite por exemplo, tem 50.551 pessoas e é o 291º nome feminino mais registrado ao longo dos mais de 80 anos que a pesquisa abrangeu.


                                                         Margot         


Margot, por vezes aportuguesado como Margô, é um apelido francês para Margaret ou Marguerite. Este por sua vez origina-se do nome latino tardio Margarita, baseado no grego antigo “margarites”, originalmente um empréstimo do sânscrito “manyari”, que significa “pérola”. Mais tarde foi também associado também à flor da “margarida”. Assim, seu significado é análogo ao nome Perla, por exemplo.

No Brasil, é um nome raro, mas conhecido. Margot é o nome de 697 pessoas segundo o IBGE (Nomes no Brasil, Censo 2010), sendo mais frequente no Rio Grande do Sul. As Margot’s brasileiras são, em maioria, oriundas da década de 60. 


Pessoalmente, não sou uma grande fã de Edith, mas acho que os três nomes ficaram harmônicos juntos. Gosto bastante de Margot e Agnes, principalmente por não serem convencionais, especialmente nos desenhos infantis. Só o fato de serem diferentes do trivial já soma pontos. Os três soam exóticos e como as meninas do filme tem personalidades muito diferentes entre si, a escolha dos nomes ficou bem bacana. 



Gru

Os Minions


Quem já assistiu o filme sabe que há uma legião de minions. Seria impossível até mesmo para os produtores nomear todos, portanto, os principais personagens que são nomeados são Dave, Stuart, Bob e Kevin.

Dave – é um apelido para David, que significa “amado”.

Stuart – vem de um sobrenome ocupacional, originalmente pertencente à um mordomo, que passou para seus descendentes. Em última análise, é derivado do inglês antigo “stig” (casa) e “weard” (guarda). Ficou famoso como nome em honra à família real Stuart, da Escócia, que produziu uma série de reis e rainhas da Escócia e da Inglaterra entre os séculos 14 e 18.

Bob –  Este é um apelido para Robert, que significa fama brilhante.


Kevin - é a grafia anglicizada do nome irlandês Caoimhín, derivado do irlandês antigo Cóemgein, composto de elementos do irlandês antigo cóem "amável, gentil, bonito” e egein "nascimento". 


Kevin, Stuart e Bob


Vale a pena mencionar o vilão do primeiro filme “Vector”, possivelmente inspirado na palavra “vetor”, o personagem secundário do segundo filme Silas – que é um nome muito legal e pode ser um diminutivo de Silvanus (da floresta) ou então uma variante de Saul (pediu ou orou), e a agente secreta que acaba se tornando a namorada do Gru, Lucy, que é a forma inglesa de Lúcia, do latim “lux”, obviamente significando “luz”.


Lucy





.